quinta-feira, 17 de abril de 2014

DUETO - " Fome de beijos " de Eugénio de Sá & " Mitigando a tua fome de beijos " de Susana Custódio


Fome de beijos

Eugénio de Sá

Nunca gostei de beijos de rotina
Aqueles beijos fugazes, não sentidos
Que se dão como acenos devolvidos
Sem emoções brilhando na retina

Não! - Os beijos devem vir do coração
Sejam aqueles que trocam as salivas
Ou os castos, que damos a um irmão
Todos são comoções em nossas vidas

Pois que o beijar é um acto de nobreza
De quem faz desse gesto um ponto alto
Para mostrar um querer sem subtileza

E então o ser amado, em sobressalto
Perde a noção de tudo, e em ligeireza
Responde com fulgor ao doce assalto!







MITIGANDO A TUA FOME DE BEIJOS

Susana Custódio


Sei que não gostas de beijos comuns
Dos que não deixam qualquer recordação
Nem sequer uma saudade ao coração
Que, sem as emoções, vive os jejuns

Sim, eles devem ser dados com loucura
Mostrando em cada um todo o esplendor
E alimentando as formas desse amor
Com que mostramos a nossa ternura


Beijar é dar cor ao sentimento
Do amor, num coração aprisionado
Que deseja, perene, esse momento

Com os meus, em pleno êxtase ficarás
Mitigando essa fome, aconchegado
E em cada beijo o céu encontrarás





Arte e Formtação
AugustaBS
Sintra - Portugal - Abril 2014
 



4 comentários:

Bernadete disse...

Belos poemas, os dois falam de beijo, beijos, são tantos os tipos de beijo. Beijo é um ato de doação quando vem da pessoa desejada, é sublimação do encontro, deveria ser um momento de sentir , de ter certeza de que se é amado, da busca constante de resguardar e conservar um grande amor para se ter a certeza de que amou,beijo e viveu e esta lembrança fosse eterna no coração.

Mayte Dalianegra disse...

Esos besos de amor que inspiran a los poetas enamorados como Eugénio y tú, Susana. ¡Qué belleza!

Vuestra felicidad se hace letras.

Besos también para los dos, excelsos Poetas.

Juan Ternero disse...

Belos poemas, preciosos. Saludaçoes.

Abril Alanda disse...

Muy bonitos ambos poemas, se puede decir que es un duelo de besos.
Saludos